Um vez que o “discípulo sacerdote” sai da comunidade cristã e a essa retorna, para servi-la e guiá-la como pastor, a formação caracteriza-se naturalmente como missionária, uma vez que tem como meta a participação na única missão confiada por Cristo à Sua Igreja, isto é, a evangelização em todas as suas formas.

A ideia de fundo é que os Seminários possam formar discípulos missionários “enamorados” do Mestre, pastores “com o cheiro das ovelhas” que vivam no meio delas para servi-las e conduzi-las à misericórdia de Deus, Por isso, é necessário que cada sacerdote se sinta sempre um “discípulo a caminho”, carente constantemente de uma formação integral, compreendida como contínua configuração a Cristo.

RFIS, 3 [continuar a ler]

Bispo pede a seminaristas para serem servidores da Palavra de Cristo

Bispo pede a seminaristas para serem servidores da Palavra de Cristo

D.João Lavrador presidiu à instituição de três leitores do Seminário de Angra, numa missa de acção de graças pelos seis anos do seu ministério episcopal como 39º bispo de Angra

A diocese de Angra viveu esta tarde uma festa com um duplo significado: em dia da solenidade de Todos os Santos foram instituídos no ministério de leitor três seminaristas, alunos do quinto ano do Seminário Episcopal e a diocese despediu-se do bispo de Angra, numa missa de acção de graças, na Sé de Angra, na qual participaram além de vários sacerdotes os mais altos representantes da sociedade civil, nomeadamente o Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro e o Representante da República para os Açores, embaixador Pedro Catarino.

Na homilia  D. João Lavrador desafiou os novos leitores instituídos a serem servidores da Palavra e a deixar-se guiar por ela.

“Caríssimos jovens que hoje ireis receber o serviço de Leitores: meditar na Palavra de Deus, deixar-se converter por ela e proclamá-la com a palavra e com os gestos e testemunho oferece os alicerces sólidos da santidade, edifica a comunidade cristã e alerta o mundo para o sentido mais pleno da existência humana” disse D. João Lavrador na homilia da

[continuar a ler]
O bispo de Angra foi nomeado esta terça-feira pelo Papa bispo de Viana do Castelo

O bispo de Angra foi nomeado esta terça-feira pelo Papa bispo de Viana do Castelo

O bispo de Angra parte para Viana do Castelo com sentido de “gratidão” e “enriquecido pela experiência pastoral dos últimos seis anos na diocese insular, cinco dos quais como bispo residencial.

“Marcou-me o contacto com as suas gentes, com a sua cultura, com a sua religiosidade, com o seu empreendorismo, com os seus projectos, mas também com as suas dificuldades. Parto muito mais enriquecido humana, cultural, pastoral e espiritualmente e em experiência de vida cristã” afirma D. João Lavrador numa mensagem dirigida a todos os diocesanos, no dia em que se conheceu a sua nomeação para a diocese de Viana do Castelo, onde ocupará o lugar de bispo titular depois da morte de D. Anacleto Oliveira, em setembro do ano passado.

“Sou chamado a partir em direcção a uma Igreja irmã, a comunidade diocesana de Viana do Castelo, da qual o Senhor Jesus me chama, à imagem do Bom Pastor, para aí servir pastoralmente o Povo de Deus que Ele tanto ama” afirma o prelado. [continuar a ler]

Diocese de Angra tem três novos sacerdotes. Bispo desafiou-os a não terem medo de “tocar as chagas da humanidade”

Diocese de Angra tem três novos sacerdotes. Bispo desafiou-os a não terem medo de “tocar as chagas da humanidade”

A diocese de Angra viveu esta tarde uma dupla festa: a ordenação de três novos padres e a celebração das bodas de prata do seu bispo emérito, D. António de Sousa Braga, que no próximo dia 30 comemora os 25 anos da sua ordenação episcopal. Pelo segundo ano consecutivo a ordenação de novos sacerdotes na diocese de Angra decorreu com grandes constrangimentos e na homilia o bispo de Angra desafiou os três novos sacerdotes a serem “servidores da esperança”, numa sociedade marcada pela morte.

“Diante dos sinais de sofrimento e de morte na sociedade atual” disse D. João Lavrador , “a unção do Espírito consagrar-vos-á  com o óleo da alegria,  para serdes no meio do Povo de Deus verdadeiros servidores da esperança, alimentando a fé e despertando em todos a partilha de dons, numa caridade que revela o coração de Deus”.

“Há uma multidão de gente, muitas vezes sem o saber exprimir, que espera encontrar-se com Jesus de Nazaré e ser acolhida no reconfortante ambiente de uma comunidade que vivendo à maneira de Jesus Cristo partilha dos seus dons com os irmãos e é portadora de uma Boa Noticia que dá as razões profundas da esperança” esclareceu  o prelado diante [continuar a ler]

D.João Lavrador aconselha capacidade de sonhar “alegria e fidelidade” aos futuros novos sacerdotes diocesanos

D.João Lavrador aconselha capacidade de sonhar “alegria e fidelidade” aos futuros novos sacerdotes diocesanos

Bispo de Angra preside à ordenação de mais três sacerdotes a 27 de junho. Na nota pastoral a que o Igreja Açores teve acesso esta terça-feira lembra que o exemplo destes três jovens deve contagiar “o ardor evangelizador” da Igreja diocesana

No próximo dia 27 de Junho três jovens, formados no Seminário Maior diocesano, receberão a ordenação sacerdotal, uma oportunidade para que todos os diocesanos, em especial os mais jovens possam renovar “o ardor evangelizador”, refere o bispo de Angra numa Nota Pastoral enviada a toda a Igreja insular.

“O Senhor Jesus Cristo concede à Igreja diocesana de Angra a graça de três novos sacerdotes” afirma ao sublinhar que este facto “deve despertar” a alegria de todos os diocesanos que devem “assumir o compromisso” que deriva “da descoberta vocacional de cada batizado”

[continuar a ler]