“Gostava de estar junto ao povo, essencialmente nas paróquias: foi dela que saí e é para ela que quero voltar”, afirma António Santos

“Gostava de estar junto ao povo, essencialmente nas paróquias: foi dela que saí e é para ela que quero voltar”, afirma António Santos

Diácono, aluno do 6º ano do Seminário de Angra, será ordenado a 27 de junho

António Santos, natural das Furnas, tem 24 anos e vai ser ordenado presbítero da diocese de Angra no próximo dia 27 de junho, em São Miguel, juntamente com dois outros colegas de turma.

Este domingo é o convidado do programa de rádio Igreja Açores, que inicia uma série de entrevistas com os três diáconos que serão ordenados pelo bispo de Angra na Igreja de São José, em Ponta Delgada.

“Reservado e tímido”, limitações contra as quais procura lutar diariamente, compensando com o o”sentido de escuta e a disponibilidade para ouvir”, o jovem micaelense que foi ordenado diácono no passado dia 8 de dezembro, lembra que a sua maior vontade é estar inserido numa comunidade paroquial, sem enjeitar os estudos pela História e pela Psicologia, duas áreas de interesse confessado.

“A minha prioridade agora seria estar junto ao povo, essencialmente nas paróquias: foi dela que saí e é para ela que quero voltar” admite, sem saber exatamente o que vai fazer depois do dia 27 de junho.

[continuar a ler]
Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar vídeos com testemunhos vocacionais ao longo da semana

Lisboa, 02 nov 2020 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar a publicação de um vídeo diário ao longo da Semana dos Seminários, que decorre até ao dia 8, onde diferentes seminaristas abordam o seu processo vocacional.

Gonçalo Brum, seminarista de 22 anos dos Açores, conta, no vídeo mais recente, a sua opção de entrar no Seminário de Angra para um caminho de discernimento e descoberta da vocação.

“Ao longo da nossa vida vamos tendo sinais que nos apontam para isto e nos dizem que se calhar este é o nosso caminho. Ao longo da adolescência e juventude houve um caminho de negação mas depois quis experimentar. Agora estou aqui para discernir se é realmente isto que Jesus quer me mim”, explica.

O maior desafio, assume o jovem a frequentar o 4º ano, foi a separação familiar

[continuar a ler]
Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Vigília de oração juntou seminaristas, grupos de jovens e religiosos no Seminário na véspera de mais uma Semana dos Seminários

O bispo de Angra presidiu esta noite à vigília de oração no âmbito da Semana dos Seminários, que decorrerá entre os dias 1 e 8 de novembro, e  sublinhou a necessidade do Seminário ser capaz de criar “verdadeiros discípulos”, capazes de serem “testemunhas no mundo” da bondade e do amor de Deus.

“O seminário tem de criar as condições para que cada um dos seminaristas aprenda a ser discípulo, isto é, a viver e a ser como Jesus nos seus gestos e nas suas atitudes. Esta é a primeira etapa que tem de ser estruturada no Seminário”, afirmou ainda.

Para D. João Lavrador, esta é uma “etapa decisiva” para formar “testemunhas de uma vida nova, desse reino novo que Deus quer criar no mundo”.

[continuar a ler]
Bispo de Angra desafia novos sacerdotes a não se deixarem contagiar pelo “comodismo, inércia, isolamento ou fixismo”

Bispo de Angra desafia novos sacerdotes a não se deixarem contagiar pelo “comodismo, inércia, isolamento ou fixismo”

D. João Lavrador ordenou seis sacerdotes e instituiu três seminaristas acólitos

Na vida de um presbítero, “não há lugar ao comodismo, à inércia, ao isolamento ou ao fixismo, muito pelo contrário, o presbítero deve ser, no relacionamento com todas as pessoas, o homem da missão e do diálogo” afirmou D. João Lavrador na homilia da missa de ordenação de seis novos sacerdotes da diocese de Angra.

A partir da liturgia deste domingo, o bispo de Angra lembrou aos ne-sacerdotes que devem ser sempre a presença de Jesus na vida das suas comunidades

[continuar a ler]
Igreja Católica celebra 57ª Semana das Vocações ainda com constragimentos

Igreja Católica celebra 57ª Semana das Vocações ainda com constragimentos

Bispo de Angra deixa mensagem para que todos se entreguem a Jesus, “o amigo permanente dos jovens”

A Igreja Católica vai celebrar de 26 de abril a 3 de maio a 57ª semana de oração pelas Vocações Consagradas, uma iniciativa anual que em 2020 decorre num contexto inédito, por causa da pandemia de Covid-19.

“Este ano estamos a celebrar esta semana das vocações em contexto de tribulação, no qual sobressaem muitos medos, perplexidades e dúvidas sobre o futuro. Saibamos iluminar este tempo com a Sabedoria do Evangelho e aproveitar o silêncio, o recolhimento e a interioridade para nos colocarmos junto de Jesus de Nazaré, o Amigo permanente dos jovens, para nos deixarmos conduzir por Ele”, exorta o bispo de Angra.

Numa Mensagem  elaborada para estes dias, a partir de uma passagem do Evangelho de Mateus «Jesus mandou aos seus discípulos que fossem para a outra margem» (cfr. Mt 14, 22), D. João Lavrador desafia os diocesanos a aceitarem o convite que Jesus nos lança “a todos e cada um” para “segurarmos a nossa vida na Sua vida, tendo a coragem de colocar a nossa mão na Sua mão”.

[continuar a ler]
Ordenações Diaconais

Ordenações Diaconais

Bispo de Angra quer novos diáconos integrados na missão da Igreja e no apoio aos mais excluídos

Diocese de Angra viveu esta tarde a ordenação de sete novos diáconos- seis diocesanos e um religioso carmelita- e a instituição de três leitores

O bispo de Angra, D. João Lavrador, desafiou, na sua homilia, esta tarde os sete novos diáconos ordenados- seis alunos do Seminário Episcopal de Angra e um religioso da Ordem do Carmo- a serem, para a comunidade cristã “motivo de alegria” e anunciadores de “uma nova esperança”.

“Conto convosco e com o vosso ministério, caros jovens, vós podeis dar à Igreja a frescura e os sonhos da vossa juventude, o entusiasmo e a generosidade da vossa entrega, o testemunho e o desafio do vosso serviço no amor aos irmãos mais excluídos da nossa sociedade”.

Na homilia da missa de ordenação, celebrada esta tarde na Sé de Angra, o prelado diocesano lembrou que estas ordenações são uma “esperança vivida e experienciada” para toda a Igreja.

“Vós jovens, na vossa entrega total ao serviço de Deus e da sua Igreja, sois para a comunidade cristã e para o mundo motivo de uma alegria e de uma esperança que vai para

[continuar a ler]