Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar vídeos com testemunhos vocacionais ao longo da semana

Lisboa, 02 nov 2020 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar a publicação de um vídeo diário ao longo da Semana dos Seminários, que decorre até ao dia 8, onde diferentes seminaristas abordam o seu processo vocacional.

Gonçalo Brum, seminarista de 22 anos dos Açores, conta, no vídeo mais recente, a sua opção de entrar no Seminário de Angra para um caminho de discernimento e descoberta da vocação.

“Ao longo da nossa vida vamos tendo sinais que nos apontam para isto e nos dizem que se calhar este é o nosso caminho. Ao longo da adolescência e juventude houve um caminho de negação mas depois quis experimentar. Agora estou aqui para discernir se é realmente isto que Jesus quer me mim”, explica.

O maior desafio, assume o jovem a frequentar o 4º ano, foi a separação familiar

[continuar a ler]
Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Vigília de oração juntou seminaristas, grupos de jovens e religiosos no Seminário na véspera de mais uma Semana dos Seminários

O bispo de Angra presidiu esta noite à vigília de oração no âmbito da Semana dos Seminários, que decorrerá entre os dias 1 e 8 de novembro, e  sublinhou a necessidade do Seminário ser capaz de criar “verdadeiros discípulos”, capazes de serem “testemunhas no mundo” da bondade e do amor de Deus.

“O seminário tem de criar as condições para que cada um dos seminaristas aprenda a ser discípulo, isto é, a viver e a ser como Jesus nos seus gestos e nas suas atitudes. Esta é a primeira etapa que tem de ser estruturada no Seminário”, afirmou ainda.

Para D. João Lavrador, esta é uma “etapa decisiva” para formar “testemunhas de uma vida nova, desse reino novo que Deus quer criar no mundo”.

[continuar a ler]
Bispo de Angra desafia novos sacerdotes a não se deixarem contagiar pelo “comodismo, inércia, isolamento ou fixismo”

Bispo de Angra desafia novos sacerdotes a não se deixarem contagiar pelo “comodismo, inércia, isolamento ou fixismo”

D. João Lavrador ordenou seis sacerdotes e instituiu três seminaristas acólitos

Na vida de um presbítero, “não há lugar ao comodismo, à inércia, ao isolamento ou ao fixismo, muito pelo contrário, o presbítero deve ser, no relacionamento com todas as pessoas, o homem da missão e do diálogo” afirmou D. João Lavrador na homilia da missa de ordenação de seis novos sacerdotes da diocese de Angra.

A partir da liturgia deste domingo, o bispo de Angra lembrou aos ne-sacerdotes que devem ser sempre a presença de Jesus na vida das suas comunidades

[continuar a ler]
Igreja Católica celebra 57ª Semana das Vocações ainda com constragimentos

Igreja Católica celebra 57ª Semana das Vocações ainda com constragimentos

Bispo de Angra deixa mensagem para que todos se entreguem a Jesus, “o amigo permanente dos jovens”

A Igreja Católica vai celebrar de 26 de abril a 3 de maio a 57ª semana de oração pelas Vocações Consagradas, uma iniciativa anual que em 2020 decorre num contexto inédito, por causa da pandemia de Covid-19.

“Este ano estamos a celebrar esta semana das vocações em contexto de tribulação, no qual sobressaem muitos medos, perplexidades e dúvidas sobre o futuro. Saibamos iluminar este tempo com a Sabedoria do Evangelho e aproveitar o silêncio, o recolhimento e a interioridade para nos colocarmos junto de Jesus de Nazaré, o Amigo permanente dos jovens, para nos deixarmos conduzir por Ele”, exorta o bispo de Angra.

Numa Mensagem  elaborada para estes dias, a partir de uma passagem do Evangelho de Mateus «Jesus mandou aos seus discípulos que fossem para a outra margem» (cfr. Mt 14, 22), D. João Lavrador desafia os diocesanos a aceitarem o convite que Jesus nos lança “a todos e cada um” para “segurarmos a nossa vida na Sua vida, tendo a coragem de colocar a nossa mão na Sua mão”.

[continuar a ler]
Ordenações Diaconais

Ordenações Diaconais

Bispo de Angra quer novos diáconos integrados na missão da Igreja e no apoio aos mais excluídos

Diocese de Angra viveu esta tarde a ordenação de sete novos diáconos- seis diocesanos e um religioso carmelita- e a instituição de três leitores

O bispo de Angra, D. João Lavrador, desafiou, na sua homilia, esta tarde os sete novos diáconos ordenados- seis alunos do Seminário Episcopal de Angra e um religioso da Ordem do Carmo- a serem, para a comunidade cristã “motivo de alegria” e anunciadores de “uma nova esperança”.

“Conto convosco e com o vosso ministério, caros jovens, vós podeis dar à Igreja a frescura e os sonhos da vossa juventude, o entusiasmo e a generosidade da vossa entrega, o testemunho e o desafio do vosso serviço no amor aos irmãos mais excluídos da nossa sociedade”.

Na homilia da missa de ordenação, celebrada esta tarde na Sé de Angra, o prelado diocesano lembrou que estas ordenações são uma “esperança vivida e experienciada” para toda a Igreja.

“Vós jovens, na vossa entrega total ao serviço de Deus e da sua Igreja, sois para a comunidade cristã e para o mundo motivo de uma alegria e de uma esperança que vai para

[continuar a ler]
Bispo de Angra elogia decisão dos predecessores na manutenção do Seminário maior diocesano

Bispo de Angra elogia decisão dos predecessores na manutenção do Seminário maior diocesano

D. João Lavrador elogiou o trabalho e o “esforço empenhado” dos seus predecessores pela manutenção do Seminário Episcopal e garantiu que tudo irá fazer para que o Seminário Maior prossiga como casa de formação do Clero diocesano.

No dia em que a diocese fez festa, com a ordenação de seis diáconos diocesanos, alunos finalistas do Seminário maior, D. João Lavrador lembrou que o trabalho é “árduo mas tem muitas alegrias”.

“Conheço o trabalho que se faz na esmagadora maioria dos seminários em Portugal e quero dizer que dou graças a Deus pelo facto dos meus antecessores terem tido a coragem de preservar este Seminário, terem colocado o seu empenho para que o Seminário pudesse continuar a desempenhar aquela que é a sua missão dentro da diocese e, da minha parte, podem contar com o meu trabalho para que o Seminário continue” afirmou numa alocução que dirigiu aos participantes do jantar que se seguiu à ordenação diaconal que contou com a presença também de um jovem religioso carmelita, natural da ilha Terceira, que também foi ordenado diácono

[continuar a ler]