PPV marca o início do Ano Escutista no Agrupamento 114 – Seminário

PPV marca o início do Ano Escutista no Agrupamento 114 – Seminário

O Seminário de Angra deu início a mais um ano letivo e com isso iniciam também as atividades desenvolvidas pelos 3 movimentos do “Coração da Diocese” (Conferência Vicentina S. Tomás de Aquino, Academia S. Tomás de Aquino e Agrupamento 114 – Seminário).

Curiosamente, todos eles iniciam os trabalhos com novos corpos sociais/chefia.

Fomos ao encontro de cada responsável a fim de ficarmos a saber quais os principais projetos para o ano que agora inicia.

 

AGRUPAMENTO 114 – SEMINÁRIO

Formada no início deste ano letivo, a chefia liderada pelo Seminarista Fábio Silveira, do 1º Ano e natural da Ilha do Pico, abraça o projeto de continuar a trabalhar em prol da formação escutista dos futuros Sacerdotes da Diocese. Fiquemos com a entrevista feita ao Chefe de Agrupamento. [continuar a ler]

Ano 2017 2018

Ano 2017 2018

Ao terminar mais um ano escutista podemos fazer um balanço positivo. Nesse ano, o nosso agrupamento voltou a reavivar com a entrada de 3 noviços, sendo eles: o João Sousa, o Dinis Toledo e Tadeu Timóteo. Também nesse ano houve a reentrada do caminheiro Aurélio Sousa.

O agrupamento começou o ano com 6 caminheiros, 3 noviços, 2 aspirantes a dirigente e três dirigentes, ficando divido em duas tribos com cinco elementos cada uma e a equipa de chefia.

As nossas atividades deram início no dia 5 de outubro, com uma caminhada até ao pico do facho, terminando com o PPV. Pelo caminho também tinham a tarefa de tirar fotos com o tema “O escuteiro e a natureza”, com o intuito da melhor foto dar pontos para a tribo que tirasse a melhor foto e enquadrasse no tema, acabando por vencer a tribo Madre Teresa. [continuar a ler]

Ano Escutista 2016 2017

Ano Escutista 2016 2017

Chegamos ao fim de mais um ano escutista do nosso Agrupamento 114-Seminário. Iniciamos o ano com quatro dirigentes e oito caminheiros, tendo-se realizado duas novas entradas no agrupamento nomeadamente, o Gonçalo Brum, transferido do agrupamento1326 Ponta da Ilha; e o noviço André Furtado. Os caminheiros ficaram divididos em duas tribos (Tribo Madre Teresa com quatro elementos; e Tribo João XXIII com quatro elementos). [continuar a ler]