Após sete anos de caminhada vocacional, nesta que é a “Casa Santa e Mimosa de Deus”, termino, em junho próximo, esta etapa que remonta a setembro de 2014.

O Seminário de Angra foi uma escola de desenvolvimento e de amadurecimento pessoal, que me acolheu e me ajudou a descobrir a missão que Deus me convida a responder.  De facto, fiz parte de uma família que, com a sua diversidade de membros, fez-me ver que não se pode ser discípulo de Jesus sem contemplar o rosto do irmão, amando-o tal como é.

Ao longo deste percurso, senti dificuldades, mas ao mesmo tempo reconheci que a presença de Deus em mim, através da oração e da interiorização da Sua Palavra, fez-me crescer humana e espiritualmente. As dúvidas e obstáculos, que fazem parte da nossa vida, tornam-nos mais confiantes e capazes de encarar os desafios deste tempo, quando confiamos no Ressuscitado.

A minha realização pessoal deve-se às pessoas que me apoiaram com a sua oração, testemunho e conselho. Tive a oportunidade de sonhar mais alto em busca de um objetivo que me fizesse espelhar o Amor de Deus, no meio do Homem.

Se me perguntarem qual o professor que mais me marcou nesta fase, responderia que foi Jesus porque só Ele é o motivo e a meta de todo este itinerário. Ele é o verdadeiro Mestre que nos ensina a caminhar pelas ruas da nossa vida, muitas vezes obscuras e confusas.

Sinto-me realizado e feliz por ter respondido “Sim” ao chamamento que Deus me fez: “Segue-me”. Sei que não sou o mais capaz, mas reconheço que Ele me capacita e me aceita tal como sou, com as minhas capacidades e fragilidades, porque precisa e confia em mim para servir a Sua Igreja.

Termino com uma frase do Beato Carlo Acutis: «Estar sempre unido a Jesus, esse é o meu projeto de vida».

 

Diác. João Miguel Silva

6º Ano