Deserto florido

Deserto florido

Um sacerdote italiano publicou uma obra curiosamente chamada Felizmente há a Quaresma!

Nunca tive a oportunidade de ler a referida obra, apesar de a ter folheado numa livraria e de me ter despertado o interesse; no meio de outras leituras de necessidade mais urgente, ficou em lista de espera.

Independentemente da sua leitura ou não, qualquer cristão deveria exclamar: Felizmente há a Quaresma! [continuar a ler]