Manchete Igreja Açores

Bispo de Angra diz que o seu exemplo pode servir de “estímulo” a outros jovens
A diocese de Angra celebra esta quinta feira a ordenação de dois diáconos, numa cerimónia marcada para o Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Angra do Heroísmo, às 17h00 e que será presidida pelo bispo D. João Lavrador.
Para o bispo de Angra, a celebração é um sinal do “reavivar” de vocações na diocese, lembrando a missão da igreja que é a de servir.
“O momento de ordenação do diácono é sempre um momento de alerta da igreja sobre a sua função: servir e estar ao serviço de todos em especial dos que sofrem”, por isso, “esta “festa tem este significado de alerta mas também de estímulo” refere D. João Lavrador.
Ambos com 23 anos, Jacob Vasconcelos, de Ponta Delgada das Flores e Nelson Pereira de São Mateus da ilha Terceira, alunos do sexto ano do Seminário Episcopal de Angra, serão os próximos dois diáconos que no verão deverão ser ordenados padres.
Para o bispo de Angra trata-se de um momento “de alegria e ação de graças” pela ordenação mas também pela “entrega total destes jovens ao serviço de Deus”.
“É um sinal junto de todos os jovens para os lembrar que, no conjunto das vocações, há também o sacerdócio” refere o prelado, sublinhando que “ esta generosidade de entrega é um sinal e um estímulo” para outros jovens. Daí que o bispo de Angra fale deste momento como “um momento de esperança e de dar graças a Deus por esta entrega”.
O prelado, que desde que chegou à região tem dado uma atenção particular ao Seminário, tece elogios às qualidades “humanas, pessoais e intelectuais” dos dois futuros diáconos e refere que, embora a educação e o exemplo da família tenham sido “fundamentais” no percurso destes jovens (ambos são oriundos de famílias profundamente comprometidas com a igreja), foi no Seminário que aprofundaram a sua “sólida formação intelectual, espiritual, humana e pastoral”.
“Há uma grande esperança de que estes diáconos, amanhã sacerdotes, sejam homens sintonizados com o mundo para poderem servir à maneira de Jesus Cristo, sendo sacerdotes do seu tempo e no seu tempo”.
Para o reitor do Seminário, que os tem acompanhado desde sempre, ambos constituem “uma certeza firme” para a instituição.
“Além de serem rapazes muito bem preparados e com grandes capacidades intelectuais, já os vejo amadurecidos e como futuros colegas são um incentivo porque a forma como vivem a vocação e a maneira amadurecida como reagem perante as coisas constituem um incentivo para todos, e estou certo de que serão uma mais valia para a diocese” refere o Pe Hélder Miranda Alexandre.
“São pessoas com muitas qualidades pessoais, intelectuais e humanas que podem enriquecer a diocese, que bem precisa”, salientou o reitor que não esconde que se trata de um momento “alto para o Seminário, mas também para a Diocese”.
O diaconado exercido por candidatos ao sacerdócio só é concedido a homens solteiros. O Sacramento da Ordem está dividido em três graus: diaconado, presbiterado (padres) e episcopado (bispos). Para além dos diáconos em vista ao sacerdócio há ainda os diáconos permanentes, homens maiores de 35 anos, que podem ser casados, um caminho aberto pelo Concilio Vaticano II..
A ordenação de diáconos regressa a este Santuário dois anos depois e está integrada nas festas da Imaculada Conceição que na última semana têm animado este Santuário de Angra, que além do reitor possui agora um vigário paroquial jovem, ordenado em setembro deste ano.
Acresce que esta festa ocorre numa altura em que foi completado o restauro das telas que compõem o teto da Capela-Mor, uma verdadeira narrativa sobre a história e a vida de Nossa Senhora.
Além da ordenação, a que assistirá praticamente todo o clero da ilha Terceira bem como os párocos das paróquias de onde os futuros diáconos são naturais, serão celebradas oito eucaristias ao longo do dia, animadas pelos vários movimentos da paróquia e da ilha.
Para o ano o Santuário assinala o 30º aniversário de elevação e a festa promete ser ainda mais animada.