Agrupamento 114 CNE

O novo ano escutista já iniciou para o Agrupamento 114 – Seminário. Todavia, apesar de ser novo o ano escutista, a linha escolhida para este vem na continuidade do ano transacto que foi a de implementar as novas metodologias e o novo sistema de progresso em vigor no Corpo Nacional de Escutas.
Mas como já é praxe caseira, um novo ano implica sempre mudanças e estas podem ser verificadas a nível da direcção do agrupamento. Primeiramente a direcção conta este ano com o chefe Pedro Lima, que ficou responsável pela reciclagem feita no Seminário Episcopal de Angra e por ajudar o dirigente Nuno Fidalgo nos assuntos que dizem respeito ao clã 25. Depois temos que sem demoras agradecer com um grande B-R-A-V-O, aos 3 elementos que deixaram o agrupamento. Falo claro dos chefes Carlos Espirito Santo, Miguel Tavares e João Ponte que hoje são exemplos concretos do grande e importante objectivo do A-114 (formar assistentes). Por fim não posso deixar de agradecer ao assistente Hélder Alexandre pelo seu tempo, força e dedicação ao agrupamento e ao C.N.E. em geral.
Assim sendo a equipa de animação para este ano 2013/2014 fica composta pelo chefe Gaspar Pimentel, que mantêm as suas funções de chefe de Agrupamento, pelo chefe Nuno Fidalgo, que além das funções que já tinha ainda acumula a de ser chefe-adjunto de Agrupamento, pelo dirigente Pedro Lima e pelo assistente José Júlio Rocha.
Também contamos com novas entradas de elementos para o clã que foram em número de 5 e contamos com a colaboração do pioneiro Sandro Costa do A-1033 Furnas no clã 25 – Bento de Gois.
Por outras palavras, temos dado continuidade ao nosso percurso através das actividades já realizadas e por meio das que se irão realizar: formar caminheiros, isto é, formar homens úteis à sociedade tendo por base o homem-novo; e formar assistentes tendo por base Jesus Cristo, o grande assistente.
Por fim e quiçá a maior de todas, a maior das continuidades, dá-se ao nível do Agrupamento em si. Porque no mês de Novembro o Seminário Episcopal de Angra encerra as comemorações do seu 150º aniversário. Com isto dá-se início às comemorações do 60º aniversário do agrupamento 114 – Seminário, onde vamos continuar a dar parabéns não só ao agrupamento mas também ao Seminário, que muitos assistentes tem dado à região Açores e às terras de além-mar.
O chefe de agrupamento
Gaspar Moniz Pimentel