A nossa vida pode ser comparada ao mar, muitas vezes revolto e cheio de pedras que nos dificultam entrar e mergulhar nele. Mas, lá no fundo, há um tesouro com uma pérola única a brilhar, que cura todos os homens e mulheres. Essa pérola é Jesus.

Estamos a aproximar-nos, a passos largos, do tempo quaresmal, onde somos convidados a refletir sobre nós próprios, sobre a nossa relação com Deus e uns com os outros. Não podemos ficar acomodados a ver o tempo passar. Cada dia é uma oportunidade para mudar, uma oportunidade para confiar e amar. Cada dia é o momento de tomar a decisão radical e decisiva.

O mar da nossa vida está, muitas vezes, carregado de tempestades: os nossos problemas, dificuldades, anseios, medos e dúvidas, que derrubam e impedem a capacidade de alcançarmos os nossos sonhos e objetivos.

Convido-vos a refletir num trecho do Evangelho de Lucas que nos convida e desafia a sermos cristãos confiantes: Certo dia, Jesus subiu com os seus discípulos para um barco e disse-lhes: «Passemos à outra margem do lago.» E fizeram-se ao largo. Enquanto navegavam, adormeceu. Um turbilhão de vento caiu sobre o lago, e eles ficaram inundados e em perigo. Aproximaram-se dele e, despertando-o, disseram: «Mestre, Mestre, estamos perdidos!». E Ele, levantando-se, ameaçou o vento e as águas, que se acalmaram; e veio a bonança. Disse-lhes depois: «Onde está a vossa fé?» Cheios de medo e admirados, diziam entre eles: «Quem é este homem, que até manda nos ventos e nas águas, e eles obedecem-lhe?». (Lc 8,22-25)

A resposta às contrariedades da nossa vida e a felicidade que tanto ansiamos encontram-se no acolhimento que fazemos de Jesus. Para isso, necessitamos de passar para a outra margem do lago, onde se encontra a verdadeira paz e alegria. E, apesar dos perigos e dificuldades que vamos encontrar ao longo do percurso, temos de ter presente que Jesus vai connosco.

O nosso maior Amigo está sempre pronto, de mãos estendidas para nos abraçar com o seu amor… Mas será que nós estamos dispostos a ir ao seu encontro? O que é que tenho de mudar na minha vida para que eu seja um reflexo do rosto de Cristo aos outros?

Confiar não é tarefa fácil, mas a oração ensina-me a encontrar a bonança interior no meio do vendaval: «Se me colhe a tempestade e Jesus vai a dormir na minha barca nada tempo porque a Paz está comigo». (Oração de completas de quinta-feira)

João Silva

4º Ano