Bispo de Angra pede aos novos diáconos para serem os “despertadores” da consciência cristã num mundo “marcado pelo mal”

D. João Lavrador ordenou três diáconos, um deles em ordem ao sacerdócio

O bispo de Angra ordenou hoje três novos diáconos- um em ordem ao sacerdócio e dois permanentes- e desafiou-os a serem “um despertar da consciência cristã” com vista à criação de um novo tempo marcado pela “fraternidade” e pelo “serviço” ao outro.

“A Igreja, na sua missão evangélica, é chamada a ouvir o clamor dos pobres e a socorre-los. Procurai, caros ordinandos e candidato ao ministério de leitor, discernir os `gemidos do Espirito´, segundo as palavras de S. Paulo, que está, no meio de perplexidades e incompreensões a edificar uma nova humanidade” disse D. João lavrador na homilia da missa da Solenidade da Imaculada Conceição, celebrada no Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

[continuar a ler]

Entrevista ao novo Diácono Nuno Fidalgo

Nuno Fidalgo em entrevista ao Igreja Açores fala da sua opção de vida, da vocação e das preocupações que o mantém focado em ser “o rosto de cristo junto da comunidade”. O jovem de 28 anos, natural das Furnas, na ilha de São Miguel, é ordenado hoje diácono

Igreja Açores- Esta sexta feira será ordenado diácono com vista ao sacerdócio. Depois do regresso ao Seminário, após uma pausa,  o que representa este momento para si?

Nuno Fidalgo- É para mim o primeiro passo do culminar do sonho que Deus tem para mim e que por resistência da minha parte fui adiando, mais, ignorando. Representa a inefável predilecção que Deus tem por cada um de nós em particular e que se realizou, concretamente em mim, no chamamento a este serviço, a esta missão. É o concretizar-se da história de amor que Deus escreveu para mim.

[continuar a ler]

Moradores da Liberdade

Há alguns dias uma amiga enviou-me fotos da sua recente visita aos Campos de Concentração em Auschwitz, que se encontravam banhados por uma leve e pura neve. Disse-me que ali teve a sua grande experiência de liberdade, onde Etty Hillesum foi capaz de evocar um Deus, num céu que atribuiu como casa sua, quando se é capaz de trazer a sua totalidade, como quem sabe que a verdadeira liberdade não pode ser subtraída, por não haver uma geografia própria. Esta liberdade que é como um arco-íris, que surge partindo da posição dos olhos de quem o observa, estando sempre mais além. [continuar a ler]

Bispo de Angra ordena mais três diáconos na festa da Solenidade da Imaculada Conceição

Um dos diáconos será ordenado sacerdote no final deste ano letivo

A diocese de Angra prepara-se para viver mais um dia de festa com a ordenação diaconal em ordem ao presbitério de Nuno Fidalgo, aluno no Seminário Episcopal de Angra.

A celebração terá lugar na festa de Nossa Senhora da Conceição, no dia 8 de dezembro, pelas 17h00, no Santuário da Conceição em Angra do Heroísmo e será presidida pelo bispo de Angra.

[continuar a ler]

Seminário, Escola de Vocação

O Evangelho diz-nos: “ (…) a messe é grande, mas os trabalhadores são poucos (…)”. Muitas e variadas são as desculpas que se ouvem quando alguém é convidado para trabalhar na messe, a principal é: “não tenho vocação”.

Vocação – palavra sobre o qual nos questionamos quanto ao seu significado. Muitas vezes queremos dar uma definição objetiva do termo. Outras confundimos vocação com sentimento, profissão, vontade, gosto, talento, jeito. Outras vezes ainda, achamos que vocação é expressão do acaso.

Através do profeta Jeremias poderíamos dizer que vocação é o confronto entre a pessoa – com os seus medos e as suas generosidades, o seu poder de resistência, mas também com a sua capacidade de aceitação – e Deus – com a sua majestade e com o seu mistério. Logo parece que não é algo da nossa iniciativa, mas da iniciativa de Deus que vem ao nosso encontro. Contudo, Ele espera sempre pela nossa livre resposta, não nos força a aceita-Lo. Mas quando o aceitamos Ele quer toda a nossa vida, todo o nosso ser. [continuar a ler]

Semana dos Seminários na Graciosa

Igor Oliveira e Rui Pedro Soares, seminaristas, deram testemunho na ilha branca

A Semana dos Seminários, que se realizou entre os dias 12 e 19 de novembro, decorreu na ilha Graciosa com a presença de dois seminaristas: Igor Oliveira, aluno do 4º ano e Rui Pedro Soares, do 1º.

“Foi uma estreia dupla” referiu o seminarista que teve a sua primeira Semana dos Seminários vivida numa comunidade.

[continuar a ler]

Ouvidoria das Flores acolheu dois seminaristas na Semana dos Seminários

Retiro dos acólitos foi o ponto alto das celebrações

A Ouvidoria das Flores acolheu os seminaristas Jorge Sousa, de 34 anos, natural da freguesia de Ponta Garça e Humberto Farias, de 22 anos, natural do Pilar da Bretanha, ambos alunos do 3º ano do sexénio (1º ano de Teologia).

Durante alguns dias, estiveram em contacto com os alunos de Educação Moral e Religiosa Católica das escolas básicas e integradas de Santa Cruz e Lajes, assim como nas catequeses.

“O contacto com os mais novos foi a nossa prioridade. Foi a eles, de modo particular, que pretendemos chegar e, através da nossa história de vida, do nosso testemunho vocacional, mostrar-lhes que já fomos crianças e jovens como eles, e é da nossa vida concreta, do meio das nossas famílias e das comunidades paroquiais que Jesus nos chama a uma descoberta de nós próprios e percebermos que Jesus precisa de nós para O servirmos nos outros” adianta uma nota dos dois seminaristas, enviada ao Sítio Igreja Açores.

[continuar a ler]

Semana dos Seminários chega ao fim com várias vigílias de oração e um encontro de pré seminário em Ponta Delgada

Seminaristas da diocese de Angra desdobraram-se em encontros em várias ouvidorias

A Semana Nacional dos Seminários chega hoje ao fim e com ela o périplo que os seminaristas do Seminário Episcopal de Angra fizeram pelas ouvidorias de Ponta Delgada, Povoação, Vila Franca do campo, Lagoa, Pico, Faial, Flores e Graciosa.

Na maior ouvidoria açoriana para além da vigilia de oração da Igreja do Santo Cristo, em Ponta Delgada, realizou-se um encontro de Pré-Seminário organizado pela delegação do Serviço Diocesano das Pastoral das Vocações e Ministérios na Vigararia Nascente, que integra as ilhas de São Miguel e Santa Maria.

[continuar a ler]

Emissão Radio na Agência Ecclesia

http://www.agencia.ecclesia.pt/radio/radio/semana-dos-seminarios-emissao-12112017/

Olhamos hoje para a realidade dos Seminários, uma instituição de formação de futuros sacerdotes que a cada ano a Igreja propõe um especial cuidado.
Neste programa vamos conversar com o padre Hélder Alexandre, que na diocese de Angra, nos Açores, foi responsável pela preparação de material que agora nas comunidades é um auxílio para olhar os Seminários e rezar pelas pessoas que os constituem.
O Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios, D. António Augusto de Oliveira Azevedo, fala connosco sobre os desafios que as casas de formação enfrentam para responder ao seu desenvolvimento humano e espiritual de jovens de hoje, que vivem na sociedade de hoje. Ouvimos também o padre António Abel Canavarro, reitor do seminário de Vila Real e perfeito do seminário maior do Porto, sobre a missão de acompanhar futuros sacerdotes.

 

 

  [continuar a ler]

Igreja: Formação humana é maior desafio dos Seminários

Seminário de Angra preparou subsídios para a Semana dos Seminários de 12 a 19 de novembro

Angra do Heroísmo, Açores, 11 nov 2017 (Ecclesia) – A formação humana é o maior desafio dos Seminários hoje, defende o responsável pela instituição de formação dos futuros sacerdotes nos Açores.

“A formação humana é o maior desafio de qualquer Seminário porque queremos pessoas ricas em humanidade, na capacidade de acolher, estar com as pessoas, ser humilde e servir”, afirmou o padre Hélder Alexandre, reitor do Seminário de Angra, à Agência ECCLESIA.

O responsável pela instituição diocesana sublinha o objetivo de formar rapazes “à imagem do Cristo Bom Pastor” e do papa Francisco, “nos gestos de acolhimento e no sorriso”.

Situado na ilha Terceira, o Seminário de Angra é atualmente habitado por 20 alunos e uma equipa de 12 elementos, potenciando uma “caminhada fraterna que une para ultrapassar a divisão geográfica das ilhas”.

[continuar a ler]