Ver, Conhecer e Acreditar

Ver, Conhecer e Acreditar

Caro leitor,

O texto que hoje lhe proponho é uma análise orante de um pequeno trecho do Evangelho segundo São João, capítulo 1, versículos 35 a 39:

35.Naquele tempo, estava João Batista com dois dos seus discípulos e, 36.vendo Jesus que passava, disse: «Eis o Cordeiro de Deus». 37.Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras e seguiram Jesus. 38.Entretanto, Jesus voltou-se; e, ao ver que O seguiam, disse-lhes: «Que procurais?». Eles responderam: «Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?» 39.Disse-lhes Jesus: «Vinde ver». Eles foram ver onde morava e ficaram com Ele nesse dia. Era por volta das quatro horas da tarde.” 

  [continuar a ler]

Tu tens que dar um pouco mais do que tens

Tu tens que dar um pouco mais do que tens

Começo a minha reflexão com um excerto de uma música muito conhecida, que dá o nome a este texto, e que me pareceu o indicado para este tempo em que a Festa do Natal finda:

«Fica mais rica a alma de quem dá,

Chega mais alto o hino

De quem vive a partilhar.»

            Acabaram-se as luzes, os festejos, as músicas e as explosões de cores. Acabaram-se as celebrações grandes e cheias de tanto e tão ricas. Acabou-se toda aquela «calma» que um simples pacote de açúcar – não lhe retirando o valor – nos trouxe quando o colocamos dentro de um cabaz das inúmeras campanhas de solidariedade que nos bateram à porta e que vieram para trazer um certo descargo de consciência.

A estes cabazes não lhes tiro a importância e até acho que não há melhor maneira de celebrar o Natal do que assim, «partilhando» esta Festa que é de todos e para todos.

Mas, questionemo-nos: e o resto do ano? Será que só existe fome até ao dia de Reis? Será que acabando o Natal, toda esta pobreza desaparecerá? Ou será que a nossa consciência só nos pesa nesta época? Tudo isto me faz parar e reflectir.

Precisamos [continuar a ler]

Bispo de Angra pede aos novos diáconos para serem os “despertadores” da consciência cristã num mundo “marcado pelo mal”

Bispo de Angra pede aos novos diáconos para serem os “despertadores” da consciência cristã num mundo “marcado pelo mal”

D. João Lavrador ordenou três diáconos, um deles em ordem ao sacerdócio

O bispo de Angra ordenou hoje três novos diáconos- um em ordem ao sacerdócio e dois permanentes- e desafiou-os a serem “um despertar da consciência cristã” com vista à criação de um novo tempo marcado pela “fraternidade” e pelo “serviço” ao outro.

“A Igreja, na sua missão evangélica, é chamada a ouvir o clamor dos pobres e a socorre-los. Procurai, caros ordinandos e candidato ao ministério de leitor, discernir os `gemidos do Espirito´, segundo as palavras de S. Paulo, que está, no meio de perplexidades e incompreensões a edificar uma nova humanidade” disse D. João lavrador na homilia da missa da Solenidade da Imaculada Conceição, celebrada no Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

[continuar a ler]
Entrevista ao novo Diácono Nuno Fidalgo

Entrevista ao novo Diácono Nuno Fidalgo

Nuno Fidalgo em entrevista ao Igreja Açores fala da sua opção de vida, da vocação e das preocupações que o mantém focado em ser “o rosto de cristo junto da comunidade”. O jovem de 28 anos, natural das Furnas, na ilha de São Miguel, é ordenado hoje diácono

Igreja Açores- Esta sexta feira será ordenado diácono com vista ao sacerdócio. Depois do regresso ao Seminário, após uma pausa,  o que representa este momento para si?

Nuno Fidalgo- É para mim o primeiro passo do culminar do sonho que Deus tem para mim e que por resistência da minha parte fui adiando, mais, ignorando. Representa a inefável predilecção que Deus tem por cada um de nós em particular e que se realizou, concretamente em mim, no chamamento a este serviço, a esta missão. É o concretizar-se da história de amor que Deus escreveu para mim.

[continuar a ler]
Moradores da Liberdade

Moradores da Liberdade

Há alguns dias uma amiga enviou-me fotos da sua recente visita aos Campos de Concentração em Auschwitz, que se encontravam banhados por uma leve e pura neve. Disse-me que ali teve a sua grande experiência de liberdade, onde Etty Hillesum foi capaz de evocar um Deus, num céu que atribuiu como casa sua, quando se é capaz de trazer a sua totalidade, como quem sabe que a verdadeira liberdade não pode ser subtraída, por não haver uma geografia própria. Esta liberdade que é como um arco-íris, que surge partindo da posição dos olhos de quem o observa, estando sempre mais além. [continuar a ler]

Bispo de Angra ordena mais três diáconos na festa da Solenidade da Imaculada Conceição

Bispo de Angra ordena mais três diáconos na festa da Solenidade da Imaculada Conceição

Um dos diáconos será ordenado sacerdote no final deste ano letivo

A diocese de Angra prepara-se para viver mais um dia de festa com a ordenação diaconal em ordem ao presbitério de Nuno Fidalgo, aluno no Seminário Episcopal de Angra.

A celebração terá lugar na festa de Nossa Senhora da Conceição, no dia 8 de dezembro, pelas 17h00, no Santuário da Conceição em Angra do Heroísmo e será presidida pelo bispo de Angra.

[continuar a ler]