D. João Lavrador ordena novo sacerdote e pede-lhe disponibilidade total para a missão

D. João Lavrador ordena novo sacerdote e pede-lhe disponibilidade total para a missão

Nuno Fidalgo foi desafiado a empenhar-se em despertar uma “multidão mergulhada numa cultura de morte”

O bispo de Angra, D. João Lavrador, ordenou este sábado o quarto presbítero diocesano desde que é bispo titular da diocese e pediu-lhe inteira disponibilidade e entrega para a missão, num mundo marcado pela “cultura de morte”.

“Nunca tanto como hoje, há uma multidão de gente, mergulhada numa cultura de morte, sofrendo os efeitos de uma cultura narcisista e materialista, a necessitar de quem eleve o seu olhar para quem pode salvar a sua vida e dar razões de esperança”, disse D. João Lavrador.

[continuar a ler]
Pe. Nuno Fidalgo  recebe bênção apostólica do Papa Francisco

Pe. Nuno Fidalgo  recebe bênção apostólica do Papa Francisco

Reitor do Seminário diz que é uma alegria chegar ao dia da ordenação presbiteral: jovens partem mas deixam preenchida a satisfação pela formação

O novo Pe. Nuno Fidalgo, que hoje foi ordenado sacerdote, na Povoação, de onde é natural, recebeu pelas mãos do reitor do Seminário Episcopal uma bênção apostólica concedida pelo Papa Francisco para o exercício do seu ministério.

Na bênção apostólica o Santo Padre invoca a “abundância das graças divinas” para o neo-sacerdote.

[continuar a ler]
Diocese de Angra volta a fazer festa com nova ordenação sacerdotal

Diocese de Angra volta a fazer festa com nova ordenação sacerdotal

D. João Lavrador vai presidir à ordenação sacerdotal de Nuno Fidalgo no dia 30 de junho, na ouvidoria da Povoação

O bispo de Angra convidou a diocese a viver “na alegria” a ordenação presbiteral do diácono Nuno Fidalgo, a 30 de junho, na igreja da Povoação, e incentiva cristãos e comunidades a refletirem sobre a vocação.

“Cada ordenação sacerdotal é um dos maiores dons de Deus oferecido à Igreja diocesana. Por isso, é motivo de alegria e ação de Graças”, escreveu D. João Lavrador na Nota Pastoral ‘Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós’ (Jo. 20,21).

No documento o bispo diocesano convida cada comunidade cristã, cada cristão e a diocese “a viverem na alegria” a ordenação de um novo sacerdote para Angra.

[continuar a ler]
Trindade dos pequenos e graúdos!

Trindade dos pequenos e graúdos!

Era uma vez…

Hoje falaram-me acerca do Deus-Trino. Não entendi. O que é?
– Pensa numa árvore com três ramos. Pensa na mais bonita que já viste!

Fácil. Eu tenho uma no meu jardim! E, por acaso, tem três raminhos!
– Fantástico! Deus é como a árvore que tu admiras no teu jardim! A cada um dos três
ramos, dá-lhes os nomes de Pai, Filho e Espírito Santo. Se bem observares, vês que cada
ramo é independente do outro e cresce de maneira diferente, mas são todos feitos da
mesma substância, a madeira! Todos são ramos de igual modo e cada ramo possui a
mesma importância, embora tenham direções diferentes! [continuar a ler]

Ordenação do novo padre deve ser uma oportunidade para “reflexão mais intensa sobre a vocação na Igreja e na vida de cada pessoa”, sobretudo junto dos jovens diz D. João Lavrador

Ordenação do novo padre deve ser uma oportunidade para “reflexão mais intensa sobre a vocação na Igreja e na vida de cada pessoa”, sobretudo junto dos jovens diz D. João Lavrador

Diocese de Angra vive nova ordenação presbiteral no dia 30 de junho, na ouvidoria da Povoação, na ilha de São Miguel, de onde o futuro presbítero é natural

A diocese de Angra volta a fazer festa no próximo dia 30 de junho data em que D. João Lavrador ordenará mais um presbítero diocesano, Nuno Fidalgo, de 28 anos, natural das Furnas, na ilha de São Miguel.

A ordenação tem lugar na igreja Matriz da Povoação, às 11h00, seguindo-se a missa nova no dia seguinte, na igreja paroquial das Furnas.

As celebrações começam no dia 29 com uma vigília de oração pelas vocações, centrada nesta ordenação

[continuar a ler]
Faleceu o mais antigo seminarista

Faleceu o mais antigo seminarista

Faleceu hoje o distinto Picaroto Ermelindo Ávila.

Ermelindo Ávila nasceu na vila das Lajes, no Pico, a 18 de Setembro de 1915. Casou com Olga Lopes Neves, já falecida, e teve nove filhos. Era Comendador da Ordem de Mérito (Presidência da República) e recebeu a Insígnia Autonómica de Reconhecimento, pela Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

Estudou Filosofia no Seminário de Angra e, entre 1938 e 1954, foi ajudante do Cartório Notarial e dos serviços de Registos e do Notariado. Em 1940 foi nomeado Administrador do Concelho das Lajes do Pico e Presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal. Em 1941 é nomeado Presidente da Câmara do mesmo concelho de cujas funções foi exonerado por divergências políticas. Ingressou no quadro administrativo da Câmara Municipal das Lajes do Pico em 1954. Foi chefe de secretaria da Câmara Municipal da Madalena e na Câmara Municipal das Lajes do Pico, onde se aposentou em 1984 como Assessor Autárquico. [continuar a ler]