COMPORTAMENTO GERA COMPORTAMENTO

COMPORTAMENTO GERA COMPORTAMENTO

Quem de nós nunca sentiu que o sorriso que recebeu foi resultado do sorriso que ofereceu?

Ou que a pessoa que está à nossa frente se apressou devido ao facto de ter notado o nosso ritmo acelerado e impaciente?

Ou, então, quem nunca se sentiu desmotivado ao ver o outro também desmotivado?

O facto é que ninguém consegue abstrair-se totalmente do mundo que o rodeia.

Estes são exemplos de linguagem não-verbal, ou seja, uma linguagem sem palavras, mas que, na maioria das vezes, acaba por ser muito mais poderosa. Se de outro modo fosse, não faria sentido o dito “uma imagem/uma atitude vale mais que mil palavras”.

O homem, enquanto ser social, age e está exposto ao conjunto de ações daqueles que o rodeiam. Até o silêncio, como resposta, é uma forma de comportamento. Só podemos falar em ausência de comportamento, quando efetivamente a pessoa deixa de ter vida, ou seja, quando morre.

Ora, já São Tomás de Aquino, quando falava das cinco vias da existência de Deus, dizia, na chamada via do movimento, que, se uma coisa se move, é porque foi movida por outra. Aliás, também a física explica que a ação gera uma reação, da mesma forma [continuar a ler]