Faleceu o mais antigo seminarista

Faleceu o mais antigo seminarista

Faleceu hoje o distinto Picaroto Ermelindo Ávila.

Ermelindo Ávila nasceu na vila das Lajes, no Pico, a 18 de Setembro de 1915. Casou com Olga Lopes Neves, já falecida, e teve nove filhos. Era Comendador da Ordem de Mérito (Presidência da República) e recebeu a Insígnia Autonómica de Reconhecimento, pela Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

Estudou Filosofia no Seminário de Angra e, entre 1938 e 1954, foi ajudante do Cartório Notarial e dos serviços de Registos e do Notariado. Em 1940 foi nomeado Administrador do Concelho das Lajes do Pico e Presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal. Em 1941 é nomeado Presidente da Câmara do mesmo concelho de cujas funções foi exonerado por divergências políticas. Ingressou no quadro administrativo da Câmara Municipal das Lajes do Pico em 1954. Foi chefe de secretaria da Câmara Municipal da Madalena e na Câmara Municipal das Lajes do Pico, onde se aposentou em 1984 como Assessor Autárquico. [continuar a ler]

Qual o verdadeiro valor da vida humana?

Qual o verdadeiro valor da vida humana?

A vida humana tem vindo a deparar-se com vários atentados contra si mesma ao longo da história. Hoje em dia está na moda a defesa da eutanásia, porém qual o valor da vida humana? Será apenas o valor da utilidade económica? Será o valor das estatísticas da qualidade de vida? Poderá a vida ser avaliada por critérios subjetivos e individuais?

A vida é um dom, algo que é dado ao ser vivo sem este ter merecimento prévio para tal. Ninguém pede para nascer. Então porquê dizer «tenho o direito a morrer» se não fui eu que pedi para nascer? A resposta está na sociedade, onde cada pessoa é vista como um mero membro que pode contribuir para o crescimento da mesma. Quando deixa de ser «útil» a este crescimento, deixa de ter dignidade para viver. [continuar a ler]

Ecce Homo… ecce spes

Ecce Homo… ecce spes

Que cinzel terá esculpido este rosto?

Que engenho terá concebido este olhar tão humano de Deus?

Umas vezes triste… outras reservado…

Quem se atreve a racionalizar o mar de gente que o venera…

Aquele sábado de silêncio ensurdecedor…

Dos gritos viscerais de mães que de joelhos lhe agradecem e pedem… [continuar a ler]

Os jovens de hoje

Os jovens de hoje

Ao aproximar o sínodo dos bispos sobre os jovens decidi escrever algo sobre os jovens de nossos dias e sobre as famílias.

Muitos adultos e idosos acusam a juventude de nossos dias de andarem por maus caminhos e sem futuro, pois não respeitem ninguém e fazem o que bem entendem.

Se recuarmos no tempo, verificamos que esse problema não vem de hoje nem de ontem, mas que sempre existiu e podemos verificar pelas palavras de Sócrates (470-399 a.C.): “Os jovens de hoje gostam do luxo. São mal comportados, desprezam a autoridade. Não têm respeito pelos mais velhos, se passam o tempo a falar em vez de trabalhar. Não se levantam quando um adulto chega. Contradizem os pais, apresentam-se em sociedade com enfeitos estranhos. Apressam-se a ir para a mesa e comem os acepipes, cruzam as pernas e tiranizam os seus mestres”. [continuar a ler]