IV JORNADAS DO SEMINÁRIO DE ANGRA

IV JORNADAS DO SEMINÁRIO DE ANGRA

Devido à situação provocada pelo surto de COVID-19, suspendemos todas as atividades letivas, incluindo as Jornadas de Teologia

Em tempo oportuno serão dadas novas informações

ÁTRIO DOS GENTIOS

ATEÍSMO E FÉ: DIÁLOGO E PROCURA

A pergunta pelo ateísmo e pelas razões da fé cristã, pela descrença ou pela indiferença, deve recuperar a sua seriedade. Que acontece se a descrença, com aparente naturalidade, determina a vida?

No quotidiano persistem as respostas silenciadas, os olhares confiantes, mas também os preconceitos e as tensões culturais. A problemática é intensa quando atinge os limites da existência humana. Por isso, estas Jornadas procuram refletir acerca do diálogo corajoso e autêntico com o diferente, mas também sobre a procura intensa dentro da própria personalidade, que se adentra no mistério.

Será que o risco de um diálogo verdadeiro permite soletrar novamente Deus a partir de uma fé amadurecida? [continuar a ler]

O Seminário como comunidade educativa em caminhada está atento á realidade do mundo e tem um contributo insubstituível para a sociedade. Desde logo na formação integral dos seus alunos e na escuta dos sinais dos tempos para responder de modo adequado aos anseios da humanidade de hoje.

 

Faço o apelo a todos os diocesanos para que manifestem o interesse pelo Seminário Maior, apreciem e valorizem o esforço educativo que aí se está a realizar, se empenhem na dinamização vocacional que passará pelas famílias e pelas comunidades cristãs, rendam graças a Deus que na Sua misericórdia nos oferece a alegria de um Seminário dinâmico cuja comunidade se manifesta alegre e feliz e contribuam generosamente para as grandes despesas que acarreta a sua vida”.

D. João Lavrador

Notícias

QUEM NOS SEPARARÁ?

QUEM NOS SEPARARÁ?

 

Quem nos separará do amor de Cristo?

A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo, a espada?

São Paulo

 

Durante este tempo de Quaresma, a Igreja exorta-nos a ter especial atenção para com os que sofrem e experimentam de algum modo a pobreza, a miséria, a injustiça e a perseguição. Também somos exortados a uma particular e excecional solidariedade com o próprio Cristo que sofre. [continuar a ler]

Deserto florido

Deserto florido

Um sacerdote italiano publicou uma obra curiosamente chamada Felizmente há a Quaresma!

Nunca tive a oportunidade de ler a referida obra, apesar de a ter folheado numa livraria e de me ter despertado o interesse; no meio de outras leituras de necessidade mais urgente, ficou em lista de espera.

Independentemente da sua leitura ou não, qualquer cristão deveria exclamar: Felizmente há a Quaresma! [continuar a ler]

Neste primeiro ano, após a sua morte

Neste primeiro ano, após a sua morte

Neste primeiro dia da Primavera, perfaz um ano do falecimento do monsenhor José Soares Nunes que, durante 60 anos, foi professor do Seminário Episcopal de Angra.

Aos 84 anos, o padre José Nunes partiu para o Pai e neste primeiro ano, após a sua morte, apenas ficou a ausência de uma pessoa que, durante anos se dedicou inteiramente à Igreja, essencialmente, na formação e acompanhamento de jovens vocacionados ao sacerdócio.

A minha turma foi a primeira a não ter o privilégio de o ter como professor, visto que, no ano lectivo em que iniciamos a Teologia, ele deixou de leccionar. Contudo, tivemos a felicidade de alguns os momentos de convívio, de diálogo, de troca de olhares, que foram também outras formas de ele [nos] ensinar. E nisto, ele era e é exímio: chegava sem alarmes, presente sem dar das vistas, falar sem se sobrepor, ir embora quando achava que tinha que ir. [continuar a ler]

Semana dos Seminários – 10 a 17 Novembro 2019

“Formar Discípulos Missionários”

 

PRÉ-SEMINÁRIO