III Jornadas de Teologia

III Jornadas de Teologia

“ARTE, EXPRESSÃO QUE TRANSCENDE”

Diálogo entre Teologia e Arte

20 de Março de 2019

20.00

Sessão de Abertura

– Saudação e apresentação do Volume II da Revista Fórum Teológico XXI

Intervenções

– D. JOÃO EVANGELISTA PIMENTEL LAVRADOR, Bispo de Angra e Presidente da Comissão Episcopalda Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais

– JOAQUIM FÉLIX – Desafios contemporâneos à arte litúrgica [continuar a ler]

O Seminário como comunidade educativa em caminhada está atento á realidade do mundo e tem um contributo insubstituível para a sociedade. Desde logo na formação integral dos seus alunos e na escuta dos sinais dos tempos para responder de modo adequado aos anseios da humanidade de hoje.

 

Faço o apelo a todos os diocesanos para que manifestem o interesse pelo Seminário Maior, apreciem e valorizem o esforço educativo que aí se está a realizar, se empenhem na dinamização vocacional que passará pelas famílias e pelas comunidades cristãs, rendam graças a Deus que na Sua misericórdia nos oferece a alegria de um Seminário dinâmico cuja comunidade se manifesta alegre e feliz e contribuam generosamente para as grandes despesas que acarreta a sua vida”.

D. João Lavrador

Notícias

Etapas

O caminho é incerto

As dúvidas passam no coração e na alma

Estamos sozinhos, ninguém nos ouve

A respiração torna-se ofegante

A resposta tem de ser rápida e forte

Não há suporte, a mesa caiu

Não posso escrever, não sei como parar, para onde ir [continuar a ler]

INTERMITÊNCIAS DA RESSURREIÇÃO

Em que pilar assenta a fé da Igreja Católica e Cristã, para além de Deus? Os que estão mais afastados da Igreja, seja ela espiritual ou física, normalmente nem colocam essa questão, não é do seu interesse. A questão só se torna cativante se for para criar mais um “Código Da Vinci 2” ou algo semelhante. Mas sei que alguns fiéis que frequentam os templos cristãos, mas sobretudo os templos católicos, também pouca ou nenhuma resposta têm para dar a esta questão. Permiti-me, caro(a) leitor(a), que traga, para o meio da nossa conversa, José Saramago, para que possa dar o seu veredicto. Sim, ele que se diz ateu e adverso à Santa Igreja, talvez nos possa ajudar. [continuar a ler]

A NOSSA ROSA

Recordo com carinho de, há uns anos atrás, era eu “pequeno”, oferecerem-me um livro intitulado O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry. Um livro pequenino, com relativamente poucas páginas, acompanhado da seguinte dedicatória: “E se um livro é um bom amigo, este é um amigo que cresce com a gente …”. Mal sabia eu a grande lição que aquele simples livro me trazia, escondida nas suas páginas.

Passados alguns anos, porque só agora falo dele? Porque realmente ele cresceu comigo. Cresceu comigo e acompanha-me. Cresceu comigo e fez-me descobrir a minha rosa. A rosa é o que de mais importante o Principezinho tem no seu planeta, mas basta-lhe. E basta-lhe porquê? Porque foi o tempo que ele dedicou à rosa que a tornou tão importante. Depois de andar por tantos planetas, de conhecer tantas e tantas personagens que fizeram parte do seu itinerário, ele volta ao seu planeta e basta-lhe a rosa, a sua rosa. [continuar a ler]

Semana dos Seminários

11 – 18 Novembro 2018

“Formar Discípulos Missionários”

 

PRÉ-SEMINÁRIO

II Jornadas de Teologia

Deus na pena dos homens. Diálogo entre Teologia e Literatura