Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Bispo de Angra desafia Seminário a formar “verdadeiros discípulos”

Vigília de oração juntou seminaristas, grupos de jovens e religiosos no Seminário na véspera de mais uma Semana dos Seminários

O bispo de Angra presidiu esta noite à vigília de oração no âmbito da Semana dos Seminários, que decorrerá entre os dias 1 e 8 de novembro, e  sublinhou a necessidade do Seminário ser capaz de criar “verdadeiros discípulos”, capazes de serem “testemunhas no mundo” da bondade e do amor de Deus.

“O seminário tem de criar as condições para que cada um dos seminaristas aprenda a ser discípulo, isto é, a viver e a ser como Jesus nos seus gestos e nas suas atitudes. Esta é a primeira etapa que tem de ser estruturada no Seminário”, afirmou ainda.

Para D. João Lavrador, esta é uma “etapa decisiva” para formar “testemunhas de uma vida nova, desse reino novo que Deus quer criar no mundo”.

[continuar a ler]

O Seminário como comunidade educativa em caminhada está atento á realidade do mundo e tem um contributo insubstituível para a sociedade. Desde logo na formação integral dos seus alunos e na escuta dos sinais dos tempos para responder de modo adequado aos anseios da humanidade de hoje.

 

Faço o apelo a todos os diocesanos para que manifestem o interesse pelo Seminário Maior, apreciem e valorizem o esforço educativo que aí se está a realizar, se empenhem na dinamização vocacional que passará pelas famílias e pelas comunidades cristãs, rendam graças a Deus que na Sua misericórdia nos oferece a alegria de um Seminário dinâmico cuja comunidade se manifesta alegre e feliz e contribuam generosamente para as grandes despesas que acarreta a sua vida”.

D. João Lavrador

Semana dos Seminários – 1 a 8 Novembro 2020

“Jesus chamou os que queria e foram ter com Ele”

(Mc 3, 13) 

 

Notícias

O que me impede de ser irmão do meu irmão?

O que me impede de ser irmão do meu irmão?

Os conceitos de família e comunhão, são importantes no que diz respeito a entender a vida cristã, uma vida em Deus família, em Deus comunhão, em Deus amor. A Igreja é a própria comunhão da vida com Deus, por meio de Jesus Cristo. Desta forma, o amor e união entre os irmãos é o reflexo do próprio amor contido em Deus. Pois bem, a nossa comunhão com Deus torna-nos responsáveis pela construção da nossa própria comunidade, a que nos rodeia, a que fazemos, a que nos acolhe. Mas será que temos, realmente, a noção de que Deus nos faz seus filhos e seus amigos? Será que vivemos conscientes dessa filiação que Deus nos proporciona?

Por amar tanto o mundo e o homem, Deus criou-nos com o instinto natural de amar, mas criou-nos também numa condição de liberdade, natural de quem ama verdadeiramente e que não coloca limites nem cadeias, mas que dá espaço a esta relação. O homem, não fosse ele “homem”, tende a abusar desta relação de liberdade que lhe foi confiada desde sempre. Como homens que somos recorremos frequentemente a Deus chamando-O de Pai, mantendo, desde modo, uma relação amorosa, mas como podemos chamá-l’O de Pai, se nos [continuar a ler]

Seminários: «Um jovem é o melhor missionário de outro jovem» – padre Hélder Alexandre, Diocese de Angra

Seminários: «Um jovem é o melhor missionário de outro jovem» – padre Hélder Alexandre, Diocese de Angra

Pandemia obrigou a adaptação nas iniciativas, com limitações ao encontro entre jovens de várias ilhas

Angra do Heroísmo, Açores, 02 nov 2020 (Ecclesia) – O reitor do Seminário Episcopal de Angra afirmou que a pandemia está a dificultar o trabalho de acompanhamento vocacional na diocese açoriana, apesar de em cada ilha haver um responsável no terreno e de procurarem manter-se presentes nas plataformas digitais.

“Tentamos fazer um trabalho interligado com as diversas ilhas, porque a realidade açoriana é muito particular; cada ilha tem a sua realidade e sobretudo, em São Miguel, temos uma equipa a trabalhar no terreno com uma dezena de jovens que os acompanha diretamente”, explicou o padre Hélder Alexandre à Agência ECCLESIA

[continuar a ler]
Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Vocações: «O Seminário não é uma casa onde se entra seminarista e se sai obrigatoriamente padre» – Gonçalo Brum

Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar vídeos com testemunhos vocacionais ao longo da semana

Lisboa, 02 nov 2020 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal Vocações e Ministérios está a divulgar a publicação de um vídeo diário ao longo da Semana dos Seminários, que decorre até ao dia 8, onde diferentes seminaristas abordam o seu processo vocacional.

Gonçalo Brum, seminarista de 22 anos dos Açores, conta, no vídeo mais recente, a sua opção de entrar no Seminário de Angra para um caminho de discernimento e descoberta da vocação.

“Ao longo da nossa vida vamos tendo sinais que nos apontam para isto e nos dizem que se calhar este é o nosso caminho. Ao longo da adolescência e juventude houve um caminho de negação mas depois quis experimentar. Agora estou aqui para discernir se é realmente isto que Jesus quer me mim”, explica.

O maior desafio, assume o jovem a frequentar o 4º ano, foi a separação familiar

[continuar a ler]

PRÉ-SEMINÁRIO