Ordenações Diaconais

Ordenações Diaconais

Bispo de Angra quer novos diáconos integrados na missão da Igreja e no apoio aos mais excluídos

Diocese de Angra viveu esta tarde a ordenação de sete novos diáconos- seis diocesanos e um religioso carmelita- e a instituição de três leitores

O bispo de Angra, D. João Lavrador, desafiou, na sua homilia, esta tarde os sete novos diáconos ordenados- seis alunos do Seminário Episcopal de Angra e um religioso da Ordem do Carmo- a serem, para a comunidade cristã “motivo de alegria” e anunciadores de “uma nova esperança”.

“Conto convosco e com o vosso ministério, caros jovens, vós podeis dar à Igreja a frescura e os sonhos da vossa juventude, o entusiasmo e a generosidade da vossa entrega, o testemunho e o desafio do vosso serviço no amor aos irmãos mais excluídos da nossa sociedade”.

Na homilia da missa de ordenação, celebrada esta tarde na Sé de Angra, o prelado diocesano lembrou que estas ordenações são uma “esperança vivida e experienciada” para toda a Igreja.

“Vós jovens, na vossa entrega total ao serviço de Deus e da sua Igreja, sois para a comunidade cristã e para o mundo motivo de uma alegria e de uma esperança que vai para

[continuar a ler]

O Seminário como comunidade educativa em caminhada está atento á realidade do mundo e tem um contributo insubstituível para a sociedade. Desde logo na formação integral dos seus alunos e na escuta dos sinais dos tempos para responder de modo adequado aos anseios da humanidade de hoje.

 

Faço o apelo a todos os diocesanos para que manifestem o interesse pelo Seminário Maior, apreciem e valorizem o esforço educativo que aí se está a realizar, se empenhem na dinamização vocacional que passará pelas famílias e pelas comunidades cristãs, rendam graças a Deus que na Sua misericórdia nos oferece a alegria de um Seminário dinâmico cuja comunidade se manifesta alegre e feliz e contribuam generosamente para as grandes despesas que acarreta a sua vida”.

D. João Lavrador

Notícias

A MINHA SEMANA

Normalmente, em cada duc in altum, somos convidados a falar de um tema que nos seja próximo, que nos tenha cativado, algo que para nós faça sentido e transmita, muitas vezes, o que sentimos.

Sorte (ou azar), o meu duc in altum surge numa semana cheia de alegrias, entusiasmos, novidades. Numa semana que foi de confronto mas também foi de entrega. Numa semana em que o sim foi mais forte e mais evidente. Na semana em que fui ordenado diácono. E é um pouco desta semana que quero partilhar. [continuar a ler]

Bispo de Angra elogia decisão dos predecessores na manutenção do Seminário maior diocesano

D. João Lavrador elogiou o trabalho e o “esforço empenhado” dos seus predecessores pela manutenção do Seminário Episcopal e garantiu que tudo irá fazer para que o Seminário Maior prossiga como casa de formação do Clero diocesano.

No dia em que a diocese fez festa, com a ordenação de seis diáconos diocesanos, alunos finalistas do Seminário maior, D. João Lavrador lembrou que o trabalho é “árduo mas tem muitas alegrias”.

“Conheço o trabalho que se faz na esmagadora maioria dos seminários em Portugal e quero dizer que dou graças a Deus pelo facto dos meus antecessores terem tido a coragem de preservar este Seminário, terem colocado o seu empenho para que o Seminário pudesse continuar a desempenhar aquela que é a sua missão dentro da diocese e, da minha parte, podem contar com o meu trabalho para que o Seminário continue” afirmou numa alocução que dirigiu aos participantes do jantar que se seguiu à ordenação diaconal que contou com a presença também de um jovem religioso carmelita, natural da ilha Terceira, que também foi ordenado diácono

[continuar a ler]

Testemunhos da Semana dos Seminários

10 a 17 de Novembro de 2019

 Ouvidoria de Capelas

Já é habitual as paróquias de Santa Bárbara e Santo António, Ouvidoria de Capelas, ilha de São Miguel, receberem seminaristas, na Semana dos Seminários. Este ano, tive eu privilégio de ir àquelas comunidades, entre os dias 12 e 17 de Novembro.

O objetivo primordial foi ir ao encontro dos mais jovens e contar-lhes a minha história vocacional. Embora sendo o aluno mais velho do Seminário de Angra, com uma idade avançada para aquilo que é habitual um seminarista ter, o contacto com os mais jovens, quer nas aulas de EMRC, como nas catequeses, assentou no testemunho de que também fui adolescente e as minhas dúvidas na adolescência, se calhar, são as mesmas que os alunos e os catequizandos estão a colocar atualmente. Afinal, a adolescência é a fase propícia às questões existenciais, onde também fazem parte as dúvidas vocacionais. E é tão bom e importante ter dúvidas na adolescência, porque são as dúvidas que nos desinstalam da infantilidade e nos fazem crescer afetivamente e ganhar maturidade. [continuar a ler]

Semana dos Seminários – 10 a 17 Novembro 2019

“Formar Discípulos Missionários”

 

PRÉ-SEMINÁRIO