Nota Pastoral a propósito das ordenação presbiterais 2020

Nota Pastoral a propósito das ordenação presbiterais 2020

«Louvado seja o Senhor, dia após dia, Ele toma cuidado de nós, o Deus da nossa salvação, o nosso Deus é um Deus que salva!» (Sl.68, 20-21).

No próximo dia 6 de Setembro a diocese de Angra recebe a graça da ordenação de seis novos presbíteros. Motivo de acção de graças ao Senhor que segundo a Sua palavra não deixa de escutar a nossa prece implorando ao Senhor da Messe que envie trabalhadores para a sua Igreja (Cfr. Lc. 10,2).

É um tempo de graça dado por Deus para que cada baptizado tome consciência mais profunda da sua própria vocação e missão. Na verdade, cada cristão, discípulo de Jesus de Nazaré, é chamado a descobrir a sua pertença a uma comunidade concreta, na qual vive, partilha e se compromete segundo o chamamento que lhe é dirigido por Cristo.

A escuta atenta da Palavra de Deus, a vivência consciente da eucaristia e demais sacramentos, a oração que abre espaço para o chamamento e para a resposta pessoal, o discernimento dos sinais que Deus coloca no caminho de cada um e o compromisso comunitário, são meios para reconhecer o convite que é dirigido por Jesus Cristo a cada um dos seus discipulos, [continuar a ler]

O Seminário como comunidade educativa em caminhada está atento á realidade do mundo e tem um contributo insubstituível para a sociedade. Desde logo na formação integral dos seus alunos e na escuta dos sinais dos tempos para responder de modo adequado aos anseios da humanidade de hoje.

 

Faço o apelo a todos os diocesanos para que manifestem o interesse pelo Seminário Maior, apreciem e valorizem o esforço educativo que aí se está a realizar, se empenhem na dinamização vocacional que passará pelas famílias e pelas comunidades cristãs, rendam graças a Deus que na Sua misericórdia nos oferece a alegria de um Seminário dinâmico cuja comunidade se manifesta alegre e feliz e contribuam generosamente para as grandes despesas que acarreta a sua vida”.

D. João Lavrador

Notícias

Nota Pastoral a propósito das ordenação presbiterais 2020

Nota Pastoral a propósito das ordenação presbiterais 2020

«Louvado seja o Senhor, dia após dia, Ele toma cuidado de nós, o Deus da nossa salvação, o nosso Deus é um Deus que salva!» (Sl.68, 20-21).

No próximo dia 6 de Setembro a diocese de Angra recebe a graça da ordenação de seis novos presbíteros. Motivo de acção de graças ao Senhor que segundo a Sua palavra não deixa de escutar a nossa prece implorando ao Senhor da Messe que envie trabalhadores para a sua Igreja (Cfr. Lc. 10,2).

É um tempo de graça dado por Deus para que cada baptizado tome consciência mais profunda da sua própria vocação e missão. Na verdade, cada cristão, discípulo de Jesus de Nazaré, é chamado a descobrir a sua pertença a uma comunidade concreta, na qual vive, partilha e se compromete segundo o chamamento que lhe é dirigido por Cristo.

A escuta atenta da Palavra de Deus, a vivência consciente da eucaristia e demais sacramentos, a oração que abre espaço para o chamamento e para a resposta pessoal, o discernimento dos sinais que Deus coloca no caminho de cada um e o compromisso comunitário, são meios para reconhecer o convite que é dirigido por Jesus Cristo a cada um dos seus discipulos, [continuar a ler]

Nomeações também para o Seminário

Nomeações também para o Seminário

O decreto episcopal com as nomeações de presbíteros para o ano pastoral 2020/2021 acaba de ser publicado e, de entre as novidades, está a colocação de nove novos sacerdotes: seis que irão ser ordenados em setembro e três que regressam depois de completarem estudos em Roma. Para lá seguem agora dois novos sacerdotes, que deixam paróquias da Terceira, a ilha que regista a maior mudança de padres.

“Estamos num tempo novo para a nossa Igreja Diocesana”, refere o prelado. “Em cada ano, somos convidados a responder às necessidades pastorais da diocese, nas suas diversas comunidades cristãs e demais serviços diocesanos” esclarece D. João Lavrador.

“Este facto exige a mobilidade de alguns sacerdotes que por exigência da sua configuração a Jesus Cristo e na missão de servir o Povo de Deus se dispõem a deixar as tarefas pastorais a que se ocupavam partindo para novos desafios na evangelização das comunidades cristãs”, avança ainda.

“A todos deixo o meu reconhecimento e a minha gratidão pela resposta generosa e pronta à interpelação que

[continuar a ler]
Futuros sacerdotes vão passar a ser acompanhados durante os primeiros dois anos de ordenação

Futuros sacerdotes vão passar a ser acompanhados durante os primeiros dois anos de ordenação

Bispo de Angra quer jovens padres a frequentar formação continua obrigatória no Seminário nos dois anos subsequentes à sua ordenação. Obrigatoriedade formativa começa já no próximo ano letivo.

O Seminário Episcopal de Angra vai passar a organizar uma semana de formação académica, por trimestre lectivo, que incluirá um aprofundamento teológico, eclesiológico, litúrgico e pastoral, bem como acompanhamento espiritual, dirigido aos sacerdotes recém ordenados e  que decorrerá nos dois anos imediatamente a seguir à sua ordenação presbiteral. A decisão foi promulgada esta quarta-feira, dia 15,  por um decreto episcopal do bispo de Angra.

“Atendendo às disposições que a Nova Ratio Fundamentalis apresenta para o acompanhamento dos presbíteros recém ordenados” e às “incessantes interpelações” dos documentos do Magistério da Igreja sobre as responsabilidades dos seminários no acompanhamentos dos neo-sacerdotes, nos primeiros anos do seu “múnus pastoral”, justifica D. João Lavrador, “Ficam obrigados a esta formação permanente os presbíteros ordenados nos dois primeiros anos a contar da data da sua ordenação”

[continuar a ler]

PRÉ-SEMINÁRIO